AECambuí
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-2772
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» Comportamento.
» Comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista Serviço - SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Serviços Prestados - AECAMBUÍ
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 20/09/2021

Todo início de negócio pode ser um período muito complicado. É preciso ter certeza que a sua ideia é promissora, além de ter uma grana para fazer todo investimento inicial.

Se você tem:
• a mente empreendedora;
• a vontade de fazer a sua ideia de negócio dar certo;
• pessoas que apoiam a sua ideia.

E ainda sim não está empreendendo, provavelmente você está perdendo tempo, mesmo não tendo o capital inicial.
Neste artigo, nós vamos ajudar você — que quer começar a empreender sem dinheiro — com dicas para conseguir abrir o seu próprio negócio e saber quais são as reais chances de tudo isso dar certo.
Antes de empreender sem dinheiro, é preciso planejamento!
Começar o seu próprio negócio do zero e sem nenhum planejamento pode complicar ainda mais toda essa nova etapa na vida de um empreendedor.
Quais são os principais pontos que exigem planejamento para começar a empreender sem dinheiro? Acompanhe a seguir.

Tenha um Plano de negócio
Nem só de boas ideias se sustenta um empreendimento de sucesso. Antes de tudo, você precisa elaborar um plano de negócio.
O seu objetivo principal é ganhar dinheiro não é mesmo? E por isso, é preciso estruturar todo o seu “passo apasso”. Um bom plano, precisa responder diversas questões, entre elas:
• Qual será o público alvo?
• Quais são seus principais concorrentes?
• Qual é o capital inicial preciso?
• Qual será o custo de produção por produto?
• Qual será o preço final do seu produto/serviço?
• Qual é o seu objetivo com o negócio?

Este momento pode ser decisivo para a decisão de continuar levando a sua ideia adiante ou perceber que ela não trará bons frutos. E por isso é um passo imprescindível antes de correr atrás de alguém que financie o seu sonho de empreender.

Analise a concorrência e faça testes de mercado
Depois do plano de negócio, o próximo passo é saber tudo o que for possível dos seus concorrentes.
Tenha o seu concorrente como referência, aplique em seu negócio aquilo que deu certo, tenha a oportunidade de fazer diferente e gerar valor, e ainda aprenda com os erros dele.

Mantenha o seu emprego atual durante todo o planejamento
Talvez este seja o ponto mais difícil: conciliar o seu tempo entre o emprego atual e o seu novo empreendimento.
Como você deseja empreender sem dinheiro, manter o seu emprego pode ajudar e muito nos custos que você terá para erguer a sua nova empresa.

Montar um plano de negócio e começar a executá-lo demanda tempo.
Aproveite este tempo e faça o seu “pé-de-meia”, destinando parte do seu salário para o seu novo negócio.
Tomar a decisão de abandonar o seu emprego cedo demais pode deixar a sua situação financeira ainda mais complicada e desmotivar os seus planos.
O modelo de negócios também é importante!
Depois de viabilizar as coisas com o plano de negócios, chegou a hora de saber como, para quem e por quanto serão vendidos os seus produtos ou serviços.
O modelo de negócio é algo bem mais simples, apesar de ser confundido com o plano de negócios. É preciso entender como a sua empresa cria os produtos, como ela entrega para os clientes e como ela vai fidelizá-los.
O próximo passo é encontrar alguém que acredita na sua ideia.
Ter um sócio na sua empresa não significa que ambos entram com o trabalho. Um sócio pode entrar com o capital inicial enquanto outra pessoa entra com a execução.
Procure alguém que tenha um bom relacionamento com você e que esteja disposto a caminhar junto durante todo esse processo de descobertas de um novo negócio.
Dê preferência àquela pessoa que acredita na sua capacidade e confia na sua inteligência como empreendedor.
Por último veja essas dicas rápidas para se manter na fase inicial do seu novo negócio

Divulgue o seu negócio
Para recuperar rapidamente o que foi investido no seu negócio, é preciso fazer com que ele se torne conhecido.

Cliente em primeiro lugar
O cliente é a razão da existência do seu negócio e por isso certifique-se que você está cumprindo as expectativas dos consumidores em relação a qualidade do seu produto ou serviço, em relação ao preço e até mesmo sobre a forma como eles são atendidos.

Tenha cuidado com os contratos, fornecedores e parcerias
Todo cuidado é pouco. O início de um negócio é muito frágil, e os erros por mais que aconteçam, devem ser evitados.
Procure conversar com empreendedores mais experientes e aos poucos você vai aprendendo as técnicas e ganhando a conhecimento para evitar entrar em situações complicadas.

Por: Ivan de Souza


AECambuí - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide