AECambuí
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-2772
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» Comportamento.
» Comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista Serviço - SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Serviços Prestados - AECAMBUÍ
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Comportamento.



Publicado em: 08/09/2021

Você já parou para pensar em quantas decisões nós tomamos por dia?
Desde a hora em que você acorda, até a hora de adormecer de novo, quantos dilemas você enfrentou?

Escolher uma roupa mais fresca ou levar um casaco? Seguir o GPS para fugir do trânsito ou fazer o caminho que você está acostumado? Seguir a dieta ou comer só um docinho depois do almoço? Mudar de emprego ou tentar uma promoção agora? Alugar ou comprar um apartamento novo?
Ficou ansioso só de ler, né? A verdade é que nós enfrentamos dilemas e fazemos escolhas o tempo todo na nossa vida. Por isso, separamos 5 dicas práticas para ajudar você a fazer escolhas corretas. Continue conosco nessa leitura e confira!

Por que ficamos indecisos para fazer escolhas? 
Algumas escolhas têm menor importância e complexidade, mas outras são capazes de levar nossas vidas para rumos completamente diferentes e desconhecidos.
Isso assusta, eu sei. Inclusive, uma matéria publicada no site Inc. demonstra que o medo é um fator importante e prejudica nosso senso no momento de deliberação.

Além do medo de se arrepender, a neurociência explica que o nosso cérebro não sabe priorizar. Ou seja, a mesma energia que gastamos para decidir qual sapato devemos vestir, também será gasta para decidir qual curso devemos ingressar para construir uma carreira.

Por esse motivo, acabamos nos sentindo esgotados e indecisos para escolher as coisas que realmente importam e fazem a diferença em nossas vidas.
Mais uma curiosidade sobre o nosso cérebro, é que quando precisamos tomar uma decisão, ele aciona 3 “pecinhas” diferentes:
 1. Instinto
 2. Experiência
 3. Razão

1 – Instinto
De forma resumida, o instinto é o nosso mecanismo de sobrevivência. Ele é acionado principalmente quando não temos tempo para parar e pensar em uma resposta lógica. É importante seguir seus instintos e treiná-lo para que ele possa recorrer ao caminho que vai garantir a sua segurança.

2 – Experiência
Cada um de nós tem as suas experiências individuais. O nosso cérebro é uma grande caixinha de memórias, e por isso, quando estamos diante de uma escolha, ele recorre a essas experiências para nos entregar uma lista de memórias e sentimentos relacionados a elas.
Mas atenção: isso não quer dizer que uma escolha apenas baseada na experiência, será a mais correta a se tomar.

3 – Razão
A razão é a nossa capacidade de analisar friamente uma situação, e deliberar sobre ela trazendo dados reais, comparações, traçando possibilidades e identificando benefícios e desvantagens.
Para os cientistas, as decisões racionais são tomadas por uma das áreas mais importantes do nosso cérebro: o córtex pré-frontal. É onde estão os nossos raciocínios lógicos e pensamentos mais complexos.
Bom, agora que você conhece a trajetória que o cérebro faz para tomar decisões, fica mais fácil entender quais formas são mais prudentes e inteligentes de fazer as escolhas corretas, certo?
Não é que você deva ignorar seu instinto ou suas experiências, pelo contrário, elas ajudam muito a construir sua personalidade e comportamento, mas sempre que puder, priorize a razão. Utilize-as nas decisões mais importantes para minimizar os arrependimentos que tanto nos apavora.

5 Dicas de como fazer escolhas corretas 
Acompanhe as dicas a seguir e veja como fazer escolhas corretas com menos sofrimento.

1 – Tenha tempo para pensar
Como já disse, a razão fala mais alto quando tempos mais tempo para analisar e escolher o que faz mais sentido entre os caminhos apresentados.

2 – Organize suas possibilidades e reflita
Para conseguir visualizar com clareza os caminhos que você pode seguir, com as suas condições e consequências, use o método que você mais se identifica para colocar “as cartas na mesa”. Você pode fazer uma lista, falar sobre o assunto, desenhar, construir um mapa mental, etc.
O importante é que você consiga separar e limitar as possibilidades para pensar nelas com base em diversos aspectos importantes para você, como os seus valores, seu passado e seu futuro.

3 – Pesquise, pesquise, pesquise
Além de usar de toda a sua bagagem individual para escolher, não elimine a possibilidade de conhecer a opinião dos outros.
Vá atrás de informações que possam te ajudar a escolher, converse com alguém que têm sua confiança, pergunte a pessoas que já passaram pela mesma experiência, e claro, depois de tudo, filtre as perspectivas que mais lhe convém e vão de fato, ajudar você a tomar uma boa decisão.

4 – Defina prazos para tomar sua decisão
Uma ótima forma de “se forçar” a tomar uma decisão é colocando um prazo para escolher o que precisa.
Você pode datar todo o processo, desde o momento que começa a pensar na decisão até o momento da escolha, ou colocar um prazo apenas para dar a sua palavra final. Por exemplo: para escolher a sua roupa para ir trabalhar, você tem até 10 minutos para decidir. Para escolher o próximo destino para viajar, leve cerca de 2 a 3 semanas.
Conheça o seu ritmo e se organize para encontrar a melhor forma de criar seu cronograma.

5 – Às vezes, permita-se escolher aquilo que te satisfaz
É importante relembrar que nem todas as decisões que tomamos no dia a dia, são de extrema importância para a nossa vida.
Por isso, quando sentir que está em um impasse pequeno, faça a escolha que vai te fazer bem, mais alegre, mais feliz.

Quando você se conhece bem e entende quais são os seus melhores atributos, qualidades e defeitos, tomar decisões baseados no seu autoconhecimento e suas experiências, torna o processo muito mais leve, tranquilo e assertivo.

Por: José Roberto Marques


notícias da mídia Notícias pesquisadas em jornais e sites.

AECambuí - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide