AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 20/02/2018

Quando você é muito bom fazendo algo operacional no seu negócio, é bem difícil você querer que outra pessoa o faça.

Se você é o melhor vendedor ou o melhor desenvolvedor de produto, por exemplo, por que delegaria isso para outra pessoa?

Fabio Di Giacomo, mentor da Endeavor e especialista em gestão estratégica de pessoas, conta que, por mais desafiador que seja delegar coisas que você gosta de fazer, é essencial para abrir espaço na sua agenda para atividades mais estratégicas.

E isso envolve mudar a mentalidade de que:

“Se você quer algo bem feito, faça você mesmo”

“Não tenho tempo para passar nada para ninguém”

“Não confio que alguém faça melhor do que eu”

Segundo o Fabio, a maioria dos líderes “empaca” por causa do mindset. Por não se conhecerem direito, permitem que os seus padrões mentais sabotem a delegação.

Ele diz: “não tenho dúvidas de que o ponto-chave para um processo mais efetivo é chegar a níveis mais profundos de autoconhecimento.”

Porque quando não nos conhecemos bem, sem perceber, experimentamos sentimentos nocivos diante do ato de delegar, como insegurança, falta de confiança, preocupação, frustração, etc.

DELEGAR NÃO É DELARGAR

Delegar com eficácia é dar o desafio certo para a pessoa certa e não entregar um desafio na mão de quem tem mais tempo sobrando.

Outra grande dica é dar autonomia.

Dê o QUE precisa ser feito e deixe o COMO deve ser feito com a pessoa, dando liberdade para ela usar os recursos disponíveis dentro dos limites pré-estabelecidos.

E não se esqueça de fazer um acompanhamento. Entender de quanto em quanto tempo (1 semana? 15 dias?) é preciso se encontrar para azeitar as atividades, entender onde estão as dificuldades e fazer um alinhamento de próximos passos.
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide